Você gosta de comida japonesa? Os pratos feitos com peixe cru e algas são bem diferentes do nosso tradicional arroz e feijão, mas existem várias opções dentro da culinária japonesa que podem agradar até os paladares menos acostumados com esse tipo de gastronomia – que tal provar um Missoshiro (sopa de soja) ou um Yakissoba? E vale a pena experimentar, pois você sabia que, além da satisfação de apreciar um prato saboroso, é possível obter diversos benefícios da comida japonesa para a saúde?

8 benefícios da comida japonesa

Desde os ingredientes utilizados até o preparo e a forma de servir os pratos, a culinária japonesa oferece várias vantagens para quem a consome. Confira!

 

1. Presença reduzida de gordura no preparo

Por serem usados principalmente os alimentos crus, há pouco uso de óleos, manteigas e outros tipos de gorduras saturadas ou poli-insaturadas. Isso torna os pratos mais leves – com exceção dos fritos ou que levam cremes e cream cheese, por exemplo.

 

2. Ação antioxidante

O chá verde, típico da culinária japonesa, tem ação oxidante e ajuda na eliminação de toxinas, além de auxiliar no processo de digestão.

 

3. Consciência da sua fome

Já percebeu que as porções servidas são pequenas? Isso ajuda a não comer mais do que você precisa para saciar sua fome. Muitas vezes precisamos de menos do que estamos acostumados a comer para ficarmos satisfeitos, sendo assim, as pequenas porções ajudam a ter mais consciência da sua fome. No entanto, como os rodízios ou o self-service são muito comuns nos restaurantes japoneses do Brasil, nem sempre essa vantagem é aproveitada!

 

4. Redução na absorção de gordura pelo corpo

De acordo com estudos, as algas são capazes de reduzir a absorção de gordura pelo organismo além de acelerar o metabolismo, o que pode ajudar na perda de peso.

 

5. Fonte de proteína

A soja é muito presente na comida japonesa – shoyu, tofu, missô –, que é um alimento rico em proteínas. Além disso, os peixes têm seu conteúdo protéico e não possuem altas taxas de gordura saturada como as carnes vermelhas. Os cogumelos, usados em diversos pratos, são ótimas alternativas para os vegetarianos e ainda estimulam o sistema imunológico.

 

6. Melhora da saúde cardiovascular

Falando em peixes, eles são ricos em ômega-3, que ajuda na limpeza dos  vasos sanguíneos, dissolvendo as placas de gorduras das paredes das artérias. Isso previne as chances de hipertensão, derrame, infarto. Além disso, o cérebro também é beneficiado, otimizando a memória e a concentração. Outra função do ômega-3 é aumentar os níveis de HDL (o colesterol bom) e diminuir o LDL (colesterol ruim) do sangue.

 

7. Mais saciedade e facilidade de digestão

Alguns elementos da comida japonesa proporcionam mais saciedade e auxiliam o processo de digestão, como é o caso do gergelim e do gengibre. O gengibre, assim como o gergelim, também tem alta taxa de fibras, além de ter ação desintoxicante, anti-inflamatória e bactericida.

 

8. Pele mais bonita

A sopa de pasta de soja, chamada de Missoshiro, favorece a elasticidade da pele e, portanto, tem um valor estético para deixá-la ainda mais bonita.

 

Mas atenção: como qualquer tipo de alimentação, é preciso evitar excessos, pois seu consumo excessivo é prejudicial.

A culinária japonesa pode ser feita em casa, no entanto, por exigir ingredientes e acessórios específicos e nem sempre fáceis de serem encontrados, vale a pena reservar um momento para degustar os pratos no ambiente agradável de um restaurante especializado na culinária japonesa.

Que tal experimentar as delícias da comida japonesa no espaço gourmet do Paço das Águas Shopping? O Chy Garfo e Hashi oferece várias opções!